Assine nossa newsletter e receba todas as novidades em primeira mão!

VISITANDO A IGREJINHA DA PAMPULHA EM BELO HORIZONTE!

Chegamos a Belo Horizonte, largamos as malas no Quality Hotel e já partimos para dar uma volta na cidade para conhecer o Conjunto Arquitetônico da Pampulha. 

De todas as obras que visitamos, a igrejinha é, sem dúvida, uma das obras mais especiais. Mas, quem a vê hoje em dia, não tem noção do tanto de treta que ocorreu na ocasião de sua construção. 

Vamos contar um pouco dessa história conturbada e da participação de alguns artistas na execução dessa pérola arquitetônica.


O CHOQUE

A Igreja de São Francisco de Assis, projetada por Niemeyer a pedido de Juscelino Kubitschek, deixou grande parte da sociedade da época, digamos, chocada.

como visitar a igreja da pampulha

Fachada posterior da Igrejinha da Pampulha

Também não era pra menos! Uma igreja com linhas sinuosas, sob uma abóbada de concreto armado e cheia de curvas que nada tinham a ver com as igrejas clássicas e imponentes de Ouro Preto.

como visitar a igreja da pampulha

Daí, surge um arquiteto recém formado que recebe carta branca do então prefeito Juscelino Kubitschek.

E, sem nenhuma ‘cerimônia’, crava às margens da lagoa uma construção de arquitetura polêmica e com a figura de São Francisco de Assis estilizada. Não era possível aceitar aquilo, diziam. Pra vocês terem uma ideia, a obra chegou até a ser chamada de ‘galpão’. 🙁

como visitar a igreja da pampulha

Igrejinha com Lagoa da Pampulha ao fundo

O furdunço foi tanto que mesmo após sua inauguração, na década de 40, a Igrejinha da Pampulha ainda ficou por quase quinze anos sem consagração. Obviamente que motivos políticos também existiam mas é inevitável achar que o traçado modernista seria aceito com facilidade.


A PARTICIPAÇÃO DE PORTINARI

As intervenções de Cândido Portinari realmente foram muito especiais. O mural da fachada posterior da igreja com as pinturas de São Francisco de Assis são espetaculares.

como visitar a igreja da pampulha

Pinturas de Cândido Portinari que retratam cenas da vida de São Francisco de Assis

Não bastasse, Cândido Portinari também pintou o Altar Mor com a figura de São Francisco de Assis, os 14 quadros representativos da Via Sacra, além dos pássaros no painel que reveste o coro (mezanino).

como visitar a igreja da pampulha

Interior da Igrejinha. Altar mor e quadros da Via Sacra por Portinari

Vejam que interessante que o lobo companheiro de São Francisco foi substituído por um cachorro ‘vira-lata’ no painel de Cândido Portinari. Isso também (lógico!) deu o que falar! 


A PARTICIPAÇÃO DE PAULO WERNECK

Na época da construção da Igreja da Pampulha, Paulo Werneck era considerado um dos mais famosos mosaicistas.

A ele ficou a responsabilidade dos mosaicos  nas laterais externas. Um desenho delicadíssimo em branco e azul e que fugia totalmente da concepção clássica do monumento conhecido como ‘igreja’.

como visitar a igreja da pampulha

Painéis de Paulo Werneck


A PARTICIPAÇÃO DE BURLE MARX

A ele, claro, ficaram os jardins. Não deixe de caminhar por eles, pela Lagoa e pela pracinha. Todo o entorno enriquece ainda mais a obra arquitetônica.

como visitar a igreja da pampulha

Jardins de Burle Marx


A PARTICIPAÇÃO DE ALFREDO CESCHIATTI

Alfredo Ceschiatti esculpiu os painéis em bronze do batistério da Igrejinha da Pampulha, totalizando o número quatro, quais sejam: a criação de Adão, a criação de Eva, o casal no paraíso e a expulsão do paraíso.

como visitar a igreja da pampulha

Detalhe dos painéis de bronze no canto esquerdo


VISITAÇÃO

como visitar a igreja da pampulha

Ingresso para visitação

A Igreja da Pampulha pode ser visitada de terça a sábado de 9h as 17h e domingo de 11h as 14h.  A entrada custa R$ 3 (R$ 2 para estudantes e idosos).

A acesso é pela lateral, onde há uma lojinha de souvenirs e alguns painéis que contam um pouco da história da construção da igreja.

como visitar a igreja da pampulha

Entrada para acesso à visitação

No  verso do ingresso está impressa a linda Oração de São Francisco. Já virou imã de geladeira lá em  casa! 

Vale muito a pena conhecer a igreja por dentro. Os catorze painéis narrando a Via Sacra e o Alta Mor são lindíssimos. 

visita a igrejinha da pampulha

Interior da Igreja da Pampulha


TOMBAMENTO

Em julho de 2016 a Igreja da Pampulha foi  tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e, acredito que seja o monumento mais emblemático do Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Assim, com certeza, merece sua visita!


HORÁRIO DAS MISSAS

Terça-feira: 20h 
Domingo: 10h

visita a igrejinha da pampulha

“Não é o ângulo reto que me atrai, nem a curva reta, dura, inflexível criada pelo homem, o que me atrai é a curva livre e sensual que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos rios, das ondas do mar, no corpo da mulher preferida, de curvas é feito todo o Universo, o Universo curvo de Einstein” (Oscar Niemeyer)


ONDE FICAR EM BELO HORIZONTE

Em Belo Horizonte, optamos por ficar hospedados no Quality Hotel Pampulha (veja aqui o review que preparamos) que fica bem próximo ao Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Fizemos nossa reserva pelo site do Booking e, como sempre, deu tudo certo.

onde se hospedar em belo horizonte

Quality Hotel Pampulha (Foto Divulgação)

É legal também ficar hospedado na região do Savassi, clique aqui pra ver algumas sugestões. E, caso já queira fazer uma simulação, utilize a caixa de pesquisa abaixo e faça uma busca rápida para ter ideia das opções, comparar os preços e avaliar a qualificação dada por quem já se hospedou.

ALUGAR UM CARRO É UMA BOA OPÇÃO

Alugando um carro em Belo Horizonte, além de circular na cidade dá pra dar uma esticadinha até várias cidades, como Brumadinho por exemplo, para conhecer o Instituto Inhotim que, diga-se de passagem, é lindo!Rentcars, nossa parceira, oferece o serviço, com o bônus de não ter IOF e ainda dividir em 12x. E, pagando no boleto ainda tem desconto.

Faça uma cotação aqui ou simule no quadro abaixo para ter ideia dos valores e opções.

+ DICAS DE MINAS GERAIS

Belo Horizonte |

MERCADO CENTRAL DE BH: Respire o sabor mineiro! E prove, também!
BELO HORIZONTE/MG: Onde se hospedar na Pampulha?

Inhotim |

TOP 10: as obras mais marcantes de Inhotim!
Road Trip pelo Brasil: de Brasília a Inhotim!

Estrada Real |

Onde emitir e carimbar o Passaporte Estrada Real e como conseguir o Certificado!
Roteiro pelas 10 igrejas mais bonitas de Ouro Preto e Mariana!
De Ouro Preto a Mariana no trem da Vale!

Sete Lagoas |

Onde se hospedar em Sete Lagoas com vista para a Lagoa Paulino!

Visite nossas redes
FACEBOOK | INSTAGRAM | PINTEREST |  TWITTER 


Créditos Foto Capa: Pixabay

signature
10 Comentários
  • angiesantanna
    março 6, 2017

    que legal, nunca tinha visto a igrejinha por dentro! gosto bastante dela por causa do Neymar né, aquele genio! hauehaue

  • Pollyane Martins
    março 4, 2017

    Gente! Eu nem sabia que a história dessa igrejinha era tão interessante… Parabéns pela “compilação” histórica dela e por compartilhar com a gente. Eu, infelizmente, ainda não a conheço, mas agora a verei com outros olhos depois de saber dessa história tão interessante. Beijo grande

  • quartodeviagem
    março 3, 2017

    que espetáculo de igreja, assim como todas as obras do Niemeyer, a igrejinha me lembrou bastante uma que temos em Brasília, e é claro a Catedral que é a mais famosa! A arquitetura é realmente impressionante!

  • Conheci essa igreja por causa da “explosão” de fotos durante o encontro da RBBV. Não sabia da história dela. Muito interessante! E a igreja é realmente linda.

  • Di Xavier
    março 2, 2017

    Igrejinha linda com projeto arrojado e futurista de Oscar Niemeyer, para a época que foi construída, A soma do projeto de Niemeyer com as intervenções de Portinari fazem dela um monumento de grande valor artístico e cultural. Um dos símbolos de BH.

  • espiandopelomundo
    março 2, 2017

    É uma bela igreja justamente por sua arquitetura incomum… Se já chama a atenção hoje, imaginemos só, na década de 40!!! Deve ter sido mesmo uma polêmica, dentro de uma sociedade conservadora.

    Além do mais, ela tem ondas, curvas… deve ter sido difícil de aceitar. Entretanto, ela é linda, única, particular! E ainda carrega o peso de tantos artistas renomados deixando sua marca! Seu texto é uma bela maneira de valorizarmos as nossas riquezas e nos dar conhecimento sobre aquilo que é nosso! 🙂

  • Fabio Pastorello
    março 2, 2017

    Adorei o post, repleto de histórias interessantes. E viva essas obras arquitetônicas polêmicas que fazem as cidades se moverem para o futuro.

  • Camila Lisboa
    março 2, 2017

    Conheci a Igrejinha, mas confesso que não sabia nem metade dessas histórias! Super post! Adorei e pra próxima vou olhar com ‘outros olhos’ 😉

  • afratus1982
    março 2, 2017

    Essa Igrejinha é mesmo um sonho! E o ERBBV foi demais! Saudade já! Adorei o post. :)!

  • palomadiasgarcia
    março 2, 2017

    Adoro a igrejinha e seu entorno. Cartão postal na região da Pampulha e Bh. Lindas 🙂

Comente aqui!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *