Assine nossa newsletter e receba todas as novidades em primeira mão!

Principais trilhas e cachoeiras do Salto Corumbá a 120 km de Brasília!

O Complexo Salto Corumbá, localizado em Corumbá de Goiás, a pouco mais de 100km de Brasília, é aquele tipo de lugar feito para você desconectar.

Quarenta hectares de área verde, com trilhas, cachoeiras, poços e infraestrutura para receber com conforto sem perder a originalidade e o ar rústico. 

Eu paquerava as instalações desse Eco Parque sempre que seguia viagem de Brasília à Pirenópolis. Aquela paradinha no Bar Mirante, para avistar o Salto Corumbá balançava meu coraçãozinho.

Finalmente, a paquera virou namoro e, pelas minhas expectativas, vai ser relação duradoura. Entrei de cabeça num relacionamento sério com as trilhas e cachoeiras do Salto Corumbá.

E, como não sou ciumenta, compartilho aqui o meu TOP 3 para vocês se apaixonarem também! 


TRILHA SALTO CORUMBÁ

  • Distância: 1000 metros.
  • Grau de dificuldade: fácil a médio (por conta de algumas subidas mais íngremes)

Claro que tínhamos que começar pela capa da Revista Traveler da National Geographic! A trilha que nos leva à cachoeira que dá nome ao complexo é parada mais que obrigatória. Mas, estar diante desses 50 metros de queda d’água exige algum esforço. 

Cachoeiras Salto Corumbá

Acesso à trilha da Cachoeira Salto Corumbá

A trilha começa com uma caminhada tranquila, passando pela estrada do camping, por pontes de madeira, escadarias e córregos formados pelo Rio Corumbá. Momento ideal para tirar algumas fotos e apreciar a natureza ao redor.

Mais adiante, a subida começa a ficar um pouco mais difícil porque os degraus passam a ficar altos e irregulares. Algumas paradinhas para respirar serão necessárias.

Na sequência, você vai encontrar uma bifurcação (que atualmente está sem sinalização). Seguindo pelo lado esquerdo você chegará ao topo da cachoeira (não fizemos esse trecho). Seguindo pelo lado direito, você estará de frente ao Salto Corumbá! Olha a alegria da criança! Rs…

Cachoeiras Salto Corumbá

Cachoeira do Salto Corumbá

A partir desse ponto, é só caminhar alguns metros e descer até ás margens da principal cachoeira que há tempos admirávamos de longe! 

DICA VC: Se você estiver com dificuldade de locomoção ou não quiser encarar esse trajeto, há um caminho bem mais fácil, bastando seguir pela trilha equestre.


TRILHA DO RASGÃO

  • Distância: 1370 metros
  • Grau de dificuldade: médio (em virtude de uma descida bem íngreme).

O céu espetacularmente azul e a vegetação do cerrado nos empolgaram a seguir para a segunda trilha! A Trilha do Rasgão. 

Saindo da Cachoeira do Salto, é só percorrer mais uns 400 metros (incluindo uma descida com grau de dificuldade médio), para dar de cara com a Cachoeira do Rasgão e uma hidromassagem natural! Banho perfeito! 


TRILHA DA GRUTA

  • Distância: 875 metros
  • Grau de dificuldade: fácil a médio (por conta de um trecho muito irregular de pedras na próximidade da gruta)

A terceira e mais charmosa trilha, é a Trilha da Gruta. Como a maior parte do percurso é plano, a ideia aqui é curtir o caminho e a vegetação do cerrado. 

Cachoeiras Salto Corumbá

Trilha da Gruta no Salto Corumbá

E não é só isso. A ponte que o Salto Corumbá construiu no caminho coroa a beleza da trilha mais especial do complexo. Aqui, a pausa para milhões de fotos é inevitável.

Mas claro que, como toda trilha que se preze, um grauzinho de dificuldade tinha que existir. Afinal, a recompensa é muito especial. Então, depois de praticamente todo o trecho plano, você terá que encarar uma pedras no caminho para chegar ao poço e à gruta.

Cachoeiras Salto Corumbá

Trecho mais difícil da trilha

E, finalmente chegamos ao poço. Verdinho e com água geladíssima.

Cachoeiras Salto Corumbá

Poço da Gruta

Além da lindeza do poço, a atração principal dessa trilha é chegar à gruta propriamente dita. O acesso não é simples. É preciso atravessar uma fenda bem estreitinha. A outra opção é ir nadando na água super, super, super fria. A decisão não é fácil…rs…

Cachoeiras Salto Corumbá

Fenda da Gruta_Salto Corumbá

E aqui terminamos o nosso TOP 3 de trilhas e cachoeiras! Espero que tenham curtido e já se organizem para incluir o Salto Corumbá na sua próxima visita à Brasília! Beijos!


PROGRAMA PARA A CRIANÇADA

E se você estiver com os pequenos também tem muita coisa legal para aprontar por lá! Dá uma olhada nessas dicas aqui: 10 Coisas para Fazer em Salto Corumbá com Crianças!


INFORMAÇÕES ÚTEIS

  • COMO CHEGAR AO SALTO CORUMBÁ

Saindo de Brasília, são pouco mais de 100km conduzindo pela BR-070 que depois passa a ser BR-414. Saindo de Goiânia, siga pela BR-060/BR-163 e depois pegue a BR-414. Em pouco mais de uma hora, você estará por lá.

  • DAY USE

Para passar o dia na propriedade e curtir todas essas trilhas, você pagará R$35 durante a semana e R$40 nos finais de semana. Lembrando que não é necessário contratar guia.


OUTRA DICAS DE GOIÁS

Vinícola Goiás: Visita aos vinhedos e experiência gastronômica!
10 motivos para você conhecer (hoje mesmo!) Cristalina no Goiás!
Alambique Cambeba: Tour, degustação e bistrô com vista espetacular a 80 km de Brasília!
Circuito fotográfico em Goiás: a beleza do cerrado no EcoBocaina!
O que fazer em Pirenópolis em um dia: Saindo de Brasília ou Goiânia!
Dicas da Chapada dos Veadeiros

ONDE SE HOSPEDAR EM BRASÍLIA

Em Brasília, há excelentes opções no Booking, como o Nobile Suites Monumental ou o Meliá Brasil 21. Algumas opções, inclusive, sem pagamento antecipado e sem taxa de cancelamento. Já no Salto Corumbá, indicamos que você se hospede dentro do complexo e fique uns dois dias por lá para poder aproveitar tudinho! Pesquise aqui!


VALE A PENA ALUGAR UM CARRO

Essa, sem dúvida, será uma excelente escolha. Tanto para percorrer Brasília quanto para dar aquela esticadinha até o Salto Corumbá (o mesmo vale para Pirenópolis ou Chapada dos Veadeiros). A Rentcars, nossa parceira, oferece o serviço, com o bônus de não ter IOF e ainda dividir em 12x. E, pagando no boleto ainda tem desconto. Faça uma cotação aqui!


Encontre a gente nas redes
FACEBOOK | INSTAGRAM | PINTEREST  |  GOOGLE +TWITTER


Imagem para salvar no Pinterest!

cachoeiras Salto Corumbá


Agradecemos a toda a equipe do Salto Corumbá Camping Club Hotel, em especial à Débora da recepção, ao Kleber que recebeu os Blogueiros do Projeto Vem pro Cerrado, sem esquecer, claro, do garçom Jonathan, que nos atendeu com imensa simpatia.

10 Comentários
  • angela sant anna
    outubro 23, 2017

    eita, acho q eu passaria nessa fenda estreitinha ai mas n faria muito esforco pra n ficar presa ahueahue passar na agua fria tb eh uma decisao complicada hein viiish so se o dia estivesse beeem quente!! maaas de qualquer forma compensa muuuito, q vista incrivel!

  • Paula Abud
    outubro 22, 2017

    Acho o visual imperdível durante as trilhas, ainda quero fazer ecoturismo, preciso só me preparar fisicamente.
    Amei as dicas!

  • Marcia Picorallo
    outubro 19, 2017

    Disse tudo: “olha a alegria da criança”. A gente precisa estar em contato com a natureza e quando isso acontece viramos criança. Também sou de dar esses pulinhos pras fotos quando minha criança interior manda.

  • Amanda Saviano
    outubro 17, 2017

    To doida pra ir pra Brasilia e aproveitar esses cantos! Tão lindo! Acho que o Brasil tem tanto a oferecer, nós é quem precisamos deixar a preguiça de fora e aproveitar

    • Viajante Comum
      outubro 18, 2017

      Pura verdade! E se a gente observar bem, nem precisamos ir tão longe! Várias coisas lindas do ladinho da nossa casa! 🙂

  • MARCIO VITAL VALENÇA
    outubro 17, 2017

    Que lugar lindo! Não sabia da existência dele. Parabéns pelo post

  • monicabsb86
    julho 17, 2017

    Post belíssimo! Adorei relembrar essas cachoeiras. Nosso Cerrado é todo charmoso <3

  • Giovana Duarte
    julho 7, 2017

    Que lugar incrível!!!

  • Ana Carolina Miranda
    julho 6, 2017

    Muito legal seu post, bem explicativo e nos ajuda a ver a imensa beleza que existe no cerrado brasileiro.
    E gostei muito de seus agradecimentos aos colaboradores, pois sem eles e seu excelente trabalho não poderíamos ter estes momentos maravilhosos. Valeu!

Your comment*

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *