Assine nossa newsletter e receba todas as novidades em primeira mão!

GUIA CHAPADA DOS VEADEIROS: Como chegar, melhor época, quantos dias ficar e dicas essenciais!

Começou a organizar sua viagem para a Chapada dos Veadeiros e, de cara, já surgiram as dúvidas básicas de como chegar, quando ir, quantos dias ficar e onde se hospedar?

Nesse post esclareceremos para vocês todas essas questões, além de deixar umas dicas extras de onde comer, distâncias das principais cachoeiras e de como organizar seu roteiro para a Chapada dos Veadeiros de maneira inteligente.

+ Índice dos posts da Chapada dos Veadeiros!

 

| GUIA COMPLETO DA CHAPADA DOS VEADEIROS |

Prepare-se para viver dias incríveis de conexão com a natureza e com as belezas do cerrado.

Onde fica a Chapada dos Veadeiros

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros está localizado na região centro-oeste, no estado do Goiás, abrangendo os municípios de Alto Paraíso de Goiás, Teresina de Goiás, Nova Roma, São João da Aliança e Cavalcante.

Contudo, as principais localidades que servem de ponto de apoio para os viajantes que visitam a Chapada são o município de Alto Paraíso de Goiás, a vila de São Jorge (que é um distrito de Alto Paraíso) e a cidade de Cavalcante, onde fica a cachoeira Santa Bárbara.

 

Como chegar a Chapada dos Veadeiros

O aeroporto mais próximo para desembarcar com destino à Chapada dos Veadeiros é o Aeroporto Internacional de Brasília.

+ Hotéis no Plano Piloto para pernoitar em Brasília!

Após desembarcar na capital federal será necessário encarar mais um trecho por terra. As distâncias até a Chapada dos Veadeiros são aproximadamente as seguintes:

Alto Paraíso |240 km
São Jorge | 275 km
Cavalcante | 355 km

Daí, você poderá seguir viagem de carro, ônibus e até de carona solidária.

Carro |

Partindo de Brasília, a sugestão mais cômoda é que você alugue um carro, sobretudo se você pretende fazer os passeios para as cachoeiras por conta própria. O trajeto até a Chapada é tranquilo, sinalizado e asfaltado. Você vai levar em torno de três horas e meia.

Pegue a BR-020 na direção de Formosa-GO. Daí, no trevo, pegue a BR-010, sentido Alto Paraíso. Depois que você cruzar a divisa do Distrito Federal com Goiás, a BR-010 passa a se chamar GO-118.

Dá uma olhada no mapa que fica mais claro.

Após o portal que lembra um disco voador, você já estará em Alto Paraíso de Goiás.

Portal Alto Paraíso | Foto: Cris Andrade

Caso sua hospedagem seja na vila de São Jorge, após o portal, vire no trevo à esquerda e siga pela GO-239 por mais 36 km.

GO-239 que liga Alto Paraíso a São Jorge | Foto: Cris Andrade

DICA VC: Embora essa estrada que liga Alto Paraíso a São Jorge seja um tapetinho, circule por ela em baixa velocidade e com atenção. Vez ou outra pode acontecer de um animalzinho atravessar e os donos da casa tem prioridade, não é mesmo?

Vale lembrar que os acessos dentro da Chapada dos Veadeiros, no sentido das cachoeiras, são muitas vezes em estrada de chão.

E, a depender da época do ano, os trajetos para as trilhas e cachoeiras terão um pouco de barro mole ou pedregulhos com muita poeira. Ainda assim, não será necessário um 4×4.

Sempre alugo um veículo 1.0 e nunca tive problemas. Mas, caso queira um carro mais alto e com mais força, certamente será bem mais confortável. Ah! Costumamos fazer a cotação na Rentcars e sempre conseguimos um bom preço. Aproveite e faça aqui uma simulação on line para ter ideia dos valores das diárias.

Ônibus |

A partir da rodoviária de Brasília há saídas para Alto Paraíso com a empresa Real Expresso. Consultei no site da empresa e encontrei passagens Brasília/Alto Paraíso nos horários de 10h e 19h, em ônibus executivo (R$ 65) e leito (R$ 130).

De Alto Paraíso para São Jorge são mais 36km e o ônibus não vai até lá. Então, você vai ter que pegar um outro transporte, conseguir uma carona ou tentar dividir um táxi com outros viajantes que porventura estejam lá.

Carona |

O esquema de caronas para a Chapada dos Veadeiros funciona super bem a partir de Brasília. Veja como participar: Carona para Veadeiros | Saiba como funciona essa corrente do bem!

 

Melhor época para ir para a Chapada

A melhor época para visitar a Chapada dos Veadeiros é entre maio e setembro, período que coincide com a seca e com o pôr do sol mais lindo da região.

Eu gosto muito de ir nos primeiros meses do período seco, quando a vegetação ainda está passando pela transição para entrar na seca ‘braba’. Fica tudo com um ar muito bonito.

Costumo chamar o mês de abril de período de transição. Fica aquele clima nubladão em uns anos e com chuva em outros. Então, se você estiver vindo de longe, venha de coração aberto para pegar dias bons e dias não tão bons.

A segunda semana do mês de maio é o meu xodó porque,  além da vegetação ficar incrível, ainda há um bom volume de água.

Em julho a Chapada fica super lotada, tanto por conta das férias quanto por conta da Aldeia Multiétnica que leva muita gente para a região. Se você gosta de festa, agito e não se incomoda em gastar um pouco mais, vale prestigiar.

Parque Nacional (julho) | Foto: Cris Andrade

Agosto e setembro são, em geral, os meses da seca mais pesada que falei acima. Normalmente nesse período as cachoeiras com menor vazão somem ou ficam bem fininhas e, infelizmente, é quando ocorrem queimadas com mais frequência.

A partir de outubro já começam as chuvas e elas seguem assim até o final do ano, alcançando o réveillon e o período do carnaval, inclusive.

DICA VC: Uma das principais características do período da seca, além do calor, é a baixa umidade. Portanto, se hidrate bastante, proteja-se do sol e use roupas leves. E, se for fazer trilhas longas, não esqueça de levar água, lanchichos e protetor solar para reaplicar.

 

Chapada dos Veadeiros no período chuvoso

Acho muito poético quem diz que tá tudo bem ir para a Chapada no período das fortes chuvas. Contudo, minha sugestão é que você avalie bem o histórico das datas e tente optar, ao menos, por aqueles meses com menor volume pluviométrico.

É claro que podemos fazer do limão uma limonada, mas, para quem vem de longe, pega um avião, separa uma grana pra realizar esse sonho e tem os dias de viagem contados, pode ser um pouco frustrante. Então, caso venha no período das chuvas, opte pelo período ‘menos pesado’, ao menos.

É fato que nos meses de chuvas muitas quedas ficam mais bonitas, a exemplo da Catarata dos Couros. Mas, também é fato que com o céu ‘desabando’, vai rolar alguma limitação, como poços que ficam impossibilitados para banho, acessos fechados e trilhas escorregadias.

E, como vocês já devem ter ouvido falar, durante esse período as chances de trombas d’água também são bem maiores. E isso é uma informação importante que deve ser considerada por você.

Então, por mais que sejamos good vibes, com segurança não se brinca. Pesquise, se informe e viaje com tranquilidade.

Em resumo, se você realmente tiver que viajar no período das fortes chuvas, venha com tempo disponível e disposto a ficar de boa, em algum dos dias ou, ainda, mudar alguma programação que você tenha se proposto a fazer. Como a Chapada é imensa  sempre há possibilidade para, de última hora, implementar um plano b. 

Vou deixar algumas dicas para você que pretende viajar nessa época:

DICA VC1: Esteja atento aos avisos dos locais e sempre que puder contrate um guia;

DICA VC2: Já que você veio no período super chuvoso, tire proveito disso, contrate um guia e visite atrativos que ficam incríveis com muita vazão como o Mirante da Janela e a Catarata dos Couros;

DICA VC3: No dia que não der pra fazer algum passeio, aproveite para curtir os bares e restaurantes locais e não deixe de conhecer o Vendinha 1961 em Alto Paraíso;

DICA VC4: Se for uma época festiva como Carnaval, por exemplo, aproveite os eventos locais. A Casa de Cultura Cavaleiro de São Jorge sempre oferece shows bacanas;

DICA VC5: Em épocas como Reveillón e Carnaval as cidades ficam bem cheias. Então, se organize para acordar cedo, sobretudo quando for visitar atrativos que possuem limites de visitantes, como é o caso do Parque Nacional e da cachoeira Santa Bárbara;

DICA VC6: Não espere encontrar a cachoeira Santa Bárbara super azul, sobretudo se tiver chovido muito nos dias anteriores à sua visita;

DICA VC7: Curta bastante as fazendas de águas termais. Água morninha no final do dia, mesmo com uma chuvinha, é sempre bom. 

DICA VC8: Esteja aberto a mudar de programação. A Chapada é imensa e sempre vai ter algo legal para conhecer. Sem contar que ser surpreendido positivamente é uma pitada de emoção a mais em qualquer viagem.

 

Quantos dias ficar na Chapada dos Veadeiros

Essa é uma pergunta tãooo relativa. Afinal, a gente pode ficar um mês na Chapada e ainda vai faltar atração para conhecer.

Mas, de uma forma geral, a partir de quatro dias inteiros dá pra fazer um roteiro basicão. Uns sete ou oito dias seria um número excelente para conhecer, além das trilhas e cachoeiras que ficam nas proximidades de Alto Paraíso e São Jorge, dar aquele pulinho em Cavalcante para conhecer a linda cachoeira Santa Bárbara.

+ 7 coisas para fazer na Chapada além de cachoeiras!

Lembrando que, com quatro ou cinco dias, é melhor escolher um único ponto de apoio (Alto Paraíso ou São Jorge) e organizar o seu roteiro com as atrações das proximidades. Afinal, de Alto Paraíso para São Jorge são 36km e percorrer isso todos os dias não deixará o roteiro muito inteligente.

 

Onde ficar na Chapada dos Veadeiros

A dúvida que sempre surge na hora de escolher a hospedagem na Chapada dos Veadeiros: Alto Paraíso, São Jorge ou Cavalcante? Ficar em uma única base ou dividir a estada?

sao jorge chapada dos veadeiros

Ruas de São Jorge | Foto: Cris Andrade

onde ficar na chapada dos veadeiros

Igrejinha de São Jorge | Foto: Cris Andrade

Respondemos a essa pergunta e compartilhamos algumas sugestões de hospedagens nesse texto exclusivo:   + Onde é melhor ficar na Chapada dos Veadeiros: São Jorge, Alto Paraíso ou Cavalcante?

 

Que tal um Airbnb

Nas últimas vezes que estive na Chapada optei por ficar hospedada em AirBnb e venho gostando bastante.

Na maioria das vezes pego um chalé inteiro mas, caso você esteja viajando sozinh@, também é possível reservar apenas um quarto.

Vou deixar algumas sugestões e, caso ainda não tenha cadastro, utilize nosso link para ganhar um desconto de até 179 reais na primeira reserva. 🙂

Em Alto Paraíso | Chalés Estância e Casas Gengibre

Na vila de São Jorge | Chalé Amoreira e Caminho das Cachoeiras

USAR CUPOM DE DESCONTO

 

Preciso de carro para a Chapada

Claro que se você puder sair de Brasília rumo a Chapada dos Veadeiros já motorizado, será muito mais prático e é altamente recomendado. Pois, para alcançar a maioria das atrações será necessário o uso de um veículo. 

Nós costumamos utilizar o serviço da RentCars que, além de parcelar, não cobra IOF (e ainda parcela no boleto!). Faça um orçamento aqui ou use o quadro abaixo para ter ideia dos valores e opções.

Entretanto, é óbvio que você não vai deixar de aproveitar as belezas da Chapada dos Veadeiros por causa da falta de um veículo.

Então, o que você vai ter que fazer é se organizar direitinho com outros viajantes para conseguir uma carona (o que é muito comum acontecer, sobretudo nos hostels e campings) ou contratar passeios compartilhados no CAT de São Jorge ou Alto Paraíso ou, antecipadamente, pelos links abaixo que deixei como sugestão. 

Tour Cachoeira Loquinhas

Tour Cachoeira Anjos e Arcanjos

Tour Cachoeira Santa Bárbara

Tour Cachoeira do Label

Tour Catarata dos Couros

Tour Almécegas e São Bento

Tour Cachoeira do Segredo

 

Onde comer na Chapada dos Veadeiros

É possível comer bem tanto em Alto Paraíso quanto na vila de São Jorge. Em ambos os locais há opção de boas refeições pagando pouco e pagando um pouco mais.

Em São Jorge, por exemplo, você pode comer no Restaurante da Nenzinha, uma refeição boa e barata. Mas também pode comer um risoto dos deuses na Risoteria Santo Cerrado, pagando um pouco mais. 

Restaurante da Nenzinha | Foto: Cris Andrade

Restaurante da Nenzinha | Foto: Cris Andrade

Risoteria Santo Cerrado | Foto: Augusto Miranda/MTur

Preparamos umas dicas detalhadas de ambos as localidades. Escolha seu ponto de apoio e tenha deliciosas experiências gastronômicas adequadas ao seu orçamento.

+ Onde comer em São Jorge na Chapada dos Veadeiros!

+ Onde comer em Alto Paraíso na Chapada dos Veadeiros!

+ Vendinha 1961: A melhor noite de Alto Paraíso!

APERTE O PLAY

 

Como montar um roteiro inteligente na Chapada dos Veadeiros

Para montar um bom roteiro para a Chapada dos Veadeiros, é ideal ter noção das distâncias das cachoeiras tanto a partir de Alto Paraíso quanto a partir de São Jorge. Dessa forma, você conseguirá escolher com mais critério onde vai se hospedar,  otimizando assim, os seus deslocamentos. 

Por exemplo, se seu objetivo é fazer as trilhas do Parque Nacional, conhecer a Cachoeira do Segredo e encarar o Mirante da Janela, se hospedar na vila de São Jorge vai te fazer economizar 72km por dia. 

Mas, se você pretende conhecer a cachoeira Santa Bárbara e decidiu não se hospedar em Cavalcante, nesse caso, é melhor pernoitar em Alto Paraíso. Assim você evita percorrer 36km de ida e de volta para São Jorge.

Depois de um dia inteiro de passeios, trilhas e cachoeiras, essa otimização fará muita diferença. Nos próximos tópicos deixarei as distâncias aproximadas para você se organizar melhor. Espero que ajude!

 

Cachoeiras a partir Alto Paraíso

Deixo abaixo os principais passeios e cachoeiras que estão mais próximos a Alto Paraíso. As distâncias citadas tanto do percurso de carro quanto das trilhas estão considerando o trajeto apenas de ida.

Cachoeira dos Cristais | 5km de asfalto + 3km de terra + Trilhas de 400m 

Loquinhas | 5km de terra + Trilhas de 800m

Almécegas I e II e São Bento | 9km de asfalto + Trilhas (1,5km e 300m)

Catarata dos Couros | 18km de asfalto + 35km de terra + Trilha de 3km

Macaquinho | 13km de asfalto + 30km de terra + Trilha de 1,8km 

Anjos e Arcanjos | 14km de terra + Trilhas de 2km

 

Cachoeira dos Cristais | Foto: Cris Andrade

 

Cachoeiras a partir de São Jorge

Deixo abaixo os principais passeios e cachoeiras que estão mais próximos a vila de São Jorge. As distâncias citadas tanto do percurso de carro quanto das trilhas estão considerando apenas o trajeto ida.

Cachoeiras do Parque Nacional | 1km de carro (terra) + Trilhas de 5 a 6km 

Cachoeira do Segredo | 13km de carro (terra) + Trilha de 8km (médio a difícil)

Vale da Lua | 10km de carro + Trilha de 600 metros  

Raizama | 4km de carro (terra)+ Trilha de 2,2km 

Morada do Sol | 6km de carro (terra)+ Trilha de 1,6km

Cachoeira do Abismo e Mirante da Janela | 2,5km de carro (terra) + Trilha de 4,0km

Cordovil | 8km de carro + Trilha de 4,1km

 

Vale da Lua | Fotos: Cris Andrade

destinos para amantes da natureza

 

Cachoeiras a partir de Cavalcante

As cachoeiras mais procuradas em Cavalcante são a Santa Bárbara, Capivara e Candaru.

Inclusive, é possível conhecer mais de uma no mesmo dia. Explicamos tudo aqui e deixamos a lista com outras cachoeiras para quem quiser explorar mais a região: + Cachoeira Santa Bárbara: Dicas para organizar sua viagem!

Santa Bárbara (acima) e Capivara (abaixo)

 

Águas Termais na Chapada dos Veadeiros

Curtir uma piscina de água termal depois de um dia inteiro de trilhas e cachoeiras geladas é um presente mais que merecido. 

As três principais fazendas de águas termais são: Águas Termais do Morro Vermelho (foto 1), Éden Águas Termais e, a mais nova, Termas de Jequitibá (foto 2). A partir de São Jorge, você vai precisar percorrer pelo menos uns 13km para chegar a alguma delas. 

 

Voo de balão na Chapada dos Veadeiros 

Já pensou em voar de balão na Chapada dos Veadeiros? Vivemos essa experiência e só posso dizer que foi um dos momentos mais lindos que já vivi na Chapada. Veja aqui nesse post todas as informações para realizar esse sonho!

balonismo na chapada

| Foto: Felipe Tostes

Vale a pena visitar a Chapada dos Veadeiros

Definitivamente, sim! Mil vezes, sim! E, falando em ‘mil’, não precisa ser exatamente esse número (rs…), porque há outros lugares incríveis para visitar no Brasil

Mas, você pode voltar várias e várias vezes que não vai faltar coisa legal (e diferente!) para fazer, além de paisagens deslumbrantes para te encantar e renovar suas energias.

Sem contar que dá pra vir sozinho, com o crush, com os amigos, com a parentada, ou seja, sempre será uma experiência distinta.

 

Ficamos por aqui mas não terminamos por aqui. Afinal, a Chapada dos Veadeiros fica ao lado da nossa casa e sempre estaremos trazendo novas dicas de lá e, consequentemente, atualizando esse post.

Então, organize sua viagem, mande o link (https://bit.ly/2VlYbAP) desse post para os seus amigos e, quando voltar, compartilhe sua experiência com a gente e com os outros viajantes! Beijinhos! Cris!


RESOLVA SUA VIAGEM AQUI (com descontos)!

SEGURO VIAGEM
ALUGUE UM CARRO
AIRBNB (GANHE $179)
HOTEL/HOSTEL/POUSADA

Siga nossas redes
FACEBOOK | INSTAGRAM
PINTEREST | TWITTER


IMAGEM PARA SALVAR NO PINTEREST

 

 


Foto Capa | Cris Andrade

signature

No Comments Yet.

Comente aqui!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *