COMO TUDO COMEÇOU?

Tudo começou com um perfil despretensioso na plataforma do Instagram. O objetivo era criar um álbum para arquivar as fotos da minha primeira viagem solo, em 2015. Era um perfil fechado, apenas para os amigos mais íntimos acompanharem essa jornada.

Contudo, depois dessa experiência incrível de viajar 20 dias por várias cidades do Peru, o desejo de conhecer mais e mais lugares pelo mundo só fazia aumentar. Então, em 2016, tornei o perfil público e, concomitantemente, criei o Blog Viajante Comum.  

No Blog, as pretensões também não eram atingir a atual audiência de acessos oriundos de todo o país e até do exterior. Na ocasião, criei um site muito simples no Blogger, no qual eu só queria concentrar um pouco mais de detalhes dos lugares pelos quais passava, para continuar compartilhando com as pessoas mais próximas.

Ao longo de 2016, vi nisso uma atividade que realmente me dava muito prazer: compartilhar com os outros as experiências vividas. E, se eu conseguisse tocar o coração de uma pessoinha que fosse, já estaria valendo a pena. Então, iniciei o processo de profissionalização mas sem perder a essência primeira, a paixão por viagens e por compartilhar tudo isso! 

POR QUE VIAJANTE “COMUM” ?

Cogitei, por várias vezes, mudar o nome do Blog, sobretudo porque, na atualidade, todo mundo quer ser ímpar, ninguém quer ser ‘comum’, não é, mesmo? Mas não consegui. Não dava para me intitular como algo que não sou. Sou comum e, é para as pessoas comuns que me debruço por horas em frente à tela desse monitor. É para essas pessoas, comuns, que quero mostrar que não precisa ser rico para viajar, que é possível fazer mais de uma viagem por ano e que com um pouco de organização podemos até, dar a volta ao mundo. 

Afinal,ser comum é a maior virtude — porque quando você é apenas comum, quando não há do que se vangloriar, seja a respeito deste ou do outro mundo, o ego desaparece

O ego se alimenta do desequilíbrio. Alimenta-se dos extremos. O ego vive nas polaridades —no meio, ele desaparece. E em todas as áreas, em todas as direções da vida, lembre-se disto: pare no meio e logo descobrirá que a mente parou, o ego parou.

Não tendo o que proclamar, ele desaparece. E quando ele desaparece você se torna virtuoso. Agora a porta está aberta para o Divino. No meio, você o encontra; nos extremos, você o perde.’ Osho

MOCHILÃO OU MALA DE RODINHA?

Pra nós, vale tudo! Mais um motivo para sermos comuns. O destino, a grana disponível e a nossa disposição é que vão desenhando os momentos. O quer queremos, na verdade, é mostrar que tudo é possível para um Viajante Comum! E que, com  meta e disciplina, os sonhos podem perfeitamente se realizar. Viver toda e qualquer experiência faz parte da nossa alma, da alma de um Viajante Comum.

Quer saber mais sobre os sócios do Blog ? Leia aqui!

Quer saber sobre a Política do Blog e Programas de Afiliados ? Leia aqui!

Nos encontre nas redes: | FACEBOOK | INSTAGRAM | PINTEREST |  GOOGLE +TWITTERViajante Comum

2 Responses
  • Sylvia Yano
    outubro 13, 2017

    Gostei do porque Viajante Comum!!! Amiga, você sabe das coisas!!
    bjos e muito sucesso!!!

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *